Post Top Ad

segunda-feira, janeiro 30, 2017

Tenho Glaucoma! E agora, como tratar?

E aí gente!?

Hoje o assunto é sério por aqui. Semana passada fui fazer exames para trocar o óculos e para minha surpresa fui diagnosticada com Glaucoma. Se você não sabe o que é, nem como descobrir ou tratar, fica aqui e leia a matéria até o fim!


Como disse no começo, fui trocar os óculos e já nos primeiros testes o médico disse que eu precisava fazer exames mais apurados para confirmar ou descartar a possibilidade de estar com Glaucoma. Na hora fiquei até surpresa, pois não esperava de jeito algum, mas ouvi atenta todas as recomendações e voltei lá para fazer os exames. Mas antes de continuar vou te falar um pouco mais sobre o que é o Glaucoma.

O QUE É GLAUCOMA?
"O glaucoma é uma doença causada pela lesão do NERVO ÓPTICO relacionada a pressão ocular alta. Pode ser crônico ou agudo. Quando crônico é caracterizado pela perda da VISÃO PERIFÉRICA (visão que permite perceber objetos ao nosso redor), devido a lesão das fibras dos nervos que se originam na RETINA e formam o nervo óptico. O principal fator relacionado a esta lesão é a pressão interna do olho alta, porém existem outros fatores ainda em estudo. 

Quando agudo, se dá porque a pressão interna do olho torna-se extremamente alta e causa perda súbita e grave da visão (a média da pressão é 16 mmg porém varia entre 12 até 23 mmg sem no entanto causar problemas na maioria das pessoas)." ¹


Fiz 3 tipos de exame para só então confirmar a existência da doença. Foram eles: 

Tonometria: Que mede apressão ocular.
Oftalmoscopia: Avalia o estado do nervo óptico.
Campimetria: Identifica perdas no campo de visão.

O Glaucoma é uma doença que não tem cura - já que mesmo em casos mais graves em que é necessário fazer cirurgia, não é descartada a possibilidade do paciente voltar a desenvolver a doença ou continuar a usar o colírio -  mas tem tratamento, e que deve ser feito por toda vida desde a descoberta. 

Na próxima foto tem uma ilustração de como a visão vai sendo prejudicada de acordo com a gravidade e avanço do glaucoma.


No meu caso, o glaucoma pode ter sido causado por fatores genéticos, já que minha irmã descobriu há alguns anos que também tem. Ainda bem que meu caso não é grave e foi descoberto logo no início, então as chances dele se desenvolver e ficar grave são baixas, pois já estou fazendo o tratamento para controle. E terei que refazer o exames todo ano para acompanhar a sua evolução ou não. Já na saída do consultório já comprei o colírio indicado pelo médico e estou usando há 8 dias (2x ao dia). 

Então deixo aqui o alerta para todos vocês, o glaucoma é uma doença silenciosa, nem sempre que tem a doença identifica os sintomas, e quando percebe já pode ser tarde demais, GLAUCOMA CEGA! Então procure seu oftalmologista, faça exames pelo menos 1 vez ao ano e fique com sua visão em dia! 

OBS: Para quem é de Mossoró, eu indico o Dr. Antônio Maltez, ele é muito cuidadoso e atencioso durante a consulta e os exames. Dr. Antônio atende na Clínica Climaf, no centro da cidade, na rua Cel. Gurgel, mais precisamente em frente à Caixa Econômica do centro.

_________
¹ http://www.ibc.gov.br/?itemid=118 - acesso em:28/01/17
segunda-feira, janeiro 30, 2017 / by / 0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Sua opinião é muito importante! Se chegou até aqui, deixe aquele comentário maroto!
♥ Mas lembre, nada de ofensas, vamos manter a classe, ok?!
♥ Se você tem alguma dúvida ou sugestão, fale comigo AQUI

Post Top Ad