Post Top Ad

quinta-feira, junho 08, 2017

Festival Varilux de Cinema Francês 2017 + Filme Rodin

Ontem (07/06) à convite do Partage Shopping e do Multicine Cinemas, fui conferir a première do Filme Rodin, que faz parte da edição de 2017 do Festival Varilux de Cinema Francês. Confira um pouco do que rolou por lá e um pouco mais sobre o filme!


Eu e vários colegas blogueiros, além da imprensa mossoroense, fomos ao Multicine no Partage Shopping para prestigiar o melhor do cinema francês em sessão especial para convidados, mas a partir de hoje (08/06) o Festival Varilux vai ser aberto oficialmente ao público e vai até o dia 14/06.

Fui toda basiquinha mesmo, calça flare blue jeans da Marisa, a camiseta "bonjour" também da Marisa, bolsa lateral da FortCouro e relógio Cassio Vintage para Riachuelo.

FILME RODIN - de Jacques Doillon: O que achei


O filme conta um pouco da vida e obra do artista francês Auguste Rodin, seus conflitos e como a sociedade e os intelectuais da época muitas vezes não compreendiam suas criações. 

Assim como a maioria dos filmes europeus, a narrativa é bem lenta e pausada. Quem não tem o habito de ver produções que são menos comerciais e mais conceituais, acaba achando o filme um pouco enfadonho, mas nada que seja um problema. Como já estou acostumada a ver filmes assim, para mim foi de "boas" ^^ 


O filme mostra, sob a óptica de Rodin, o seu relacionamento nada convencional com sua pupila Camille Claudel e como mesmo se dizendo apaixonado por ela, não conseguia se desvencilhar de Rose Beuret que foi modelo viva de suas primeiras obras, e todos os conflitos que vem junto com esse triângulo. 

Nesse ponto, acho que o filme força um pouco a barra, pois mostra um Rodin, que mesmo gostando das duas e se dividindo entre elas, ainda assim as trata mal e que mostra pouco interesse pelo sentimento delas. também retratam uma perspectiva histérica das duas e como elas esperam dele uma explicação formal de qual tipo de relação estão vivendo, se uma é esposa e a outra amante e vice-versa.  



O filme também mostra um pouco do processo criativo de Rodin em algumas das suas obras mais famosas, entre elas, na ordem da foto acima: O Pensador, Monumento a Balzac e os Burgueses de Calais

O filme Rodin participou do festival de Cannes desse ano e foi bastante criticado pela imprensa especializada, mas o diretor garante que toda história contada foi fundamentada em estudos aprofundados da vida de um dos maiores artistas do impressionismo e simbolismo que se tem notícia.

-------------------- ********** --------------------

Mais uma vez agradeço ao Partage Shopping, ao Multicine Cinemas e a Aliança Francesa de Natal por nos dar a oportunidade de conhecer um pouco mais do cinema francês!

Quem se interessar em ver os filmes que serão exibidos no Festival Varilux, basta conferir a programação no site do Partage e Multicine. E se você é de Natal, vale a pena saber um pouco mais sobre a Aliança Francesa e quem sabe até aprender um pouco mais da língua do amor e conhecer mais da cultura da França. 

Beijos :** 
quinta-feira, junho 08, 2017 / by / 0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad