Post Top Ad

quarta-feira, abril 12, 2017

Nem sempre as coisas saem como planejamos,e pode acreditar, não tem problema nenhum nisso!


Esses dias me peguei pensando em tudo que idealizei em minha mente quando era mais jovem , baseada naquelas frases que sempre nos perseguem, tipo: "O que você vai ser quando crescer" ou "Onde você se vê daqui a 10 anos?".

E posso te dizer com 100% de certeza que quase nada foi como eu pensei que seria... Mas isso não é ruim, só mostra que não dá pra prever ou controlar nossa vida e o rumo que ela toma!

Como toda adolescente, pensei que iria pra faculdade com minhas amigas do colégio, moraríamos juntas e todas aquelas coisas que a gente "acredita piamente" que vão acontecer, mas não! Até me formei, mas não morei com elas, nem fizemos os cursos que dizíamos que faríamos... 

Cada uma foi pra um lado, algumas mudaram de cidade - inclusive eu - o contato a cada dia foi diminuindo, tomamos rumos diferente, algumas já tem família formada, com até mais de um filho e hoje quase nem nos falamos! 

O tempo pode ser muito generoso, mas também muito cruel, você passa anos convivendo com as mesmas pessoas e em questão de meses elas se tornam quase estranhos, como se nunca tivessem tido contato antes. 

E isso vale pra todo mundo, inclusive pra você que tá lendo esse texto! Quantas amizades se perderam no tempo? Sejam aquelas que foram feitas no colégio, no trabalho, na faculdade, enfim... 


Isso me ajudou a perceber que não tem nada de errado quando nossos planos não acontecem do jeito que gostaríamos, sempre temos uma saída e pode acreditar, dá certo mesmo assim!

A vida passa diante de nossos olhos todos os dias, muitas vezes perdemos muito tempo criando um tal "ideal de perfeição" que não exite e serve mais pra nos deixar frustrados do que pra qualquer outra coisa, e perdemos a oportunidade de aproveitar o que a vida tratou de reservar pra cada um de nós no dia de hoje! 

Não falo em conformismo, mas sim, em perceber que muitas vezes a expectativa engole qualquer possibilidade de realização, e nos cega diante das pequenas felicidades, como ver um filme no fim de tarde ao lado de quem se ama, sair pra passear com o filho, o sobrinho ou afilhado, "se dar" uma folga e não tirar o pijama no domingo, ou fazer um sanduíche pra comer como almoço, ir à praia só pra admirar o mar, enfim... 

A vida é para ser vivida e não idealizada! 
Viva hoje! 
Crie memórias! 
Guarde momentos!

Por: Belle Almeida

-------------------- ********** --------------------

P.S: Esses dias vi um filme muito legal - que está disponível no catálogo do Netflix - chamado 10.000 KM - do diretor Carlos Marques-Marcet - e que pra mim tem tudo em comum que o texto que escrevi acima. Pois aborda a mudança das relações em virtude da distância e do tempo que se coloca entre um casal (no caso do filme) - mas pode ser incluído aqui todo tipo de relação ^^

O filme tem apenas 2 personagens, o casal Sergi - interpretado por David Verdaguer - e Alexandra (Alex) - interpretada por Natalia Tena - ele é professor substituto e ela fotógrafa e professora particular de inglês, eles moram juntos em Barcelona e estavam tentando ter um filho, quando ela (Alex) recebe uma proposta irrecusável de uma bolsa de estudos em Los Angeles por 1 ano, e aí começa a trama incrivelmente real desse casal, que passa a se relacionar apenas pelo Skype.

Vele muito a pena ver e pra te dar um gostinho do que se passa no filme, aperta o play e confere o trailer:

quarta-feira, abril 12, 2017 / by / 0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad